Compra online, retorno e destruição!

Compra online, retorno e destruição!

Por Alice Beyer Schuch – ago 2018

As vendas online da Amazon.de da Alemanha vêm crescendo em torno de 10% anualmente. E embora o negócio original, a venda de livros, esteja encolhendo, mais e mais pessoas compram online – de roupas à acessórios de computador, máquinas de café totalmente automáticas, sofás, lâmpadas, brinquedos…

Esse sistema crescente de compras envolve mais entregas (e mais vans bloqueando ruas e emitindo CO2) bem como aumenta o número de retornos, aqueles produtos que foram comprados, mas que, por qualquer motivo, são devolvidos quase que intactos. O que acontece com eles? Em uma reportagem da revista do Greenpeace, a ONG comenta… De acordo com sua pesquisa, 50% dos artigos têxteis de moda comprados online são retornados, sapatos chegam a 80% e, pasmem!, um terço desses produtos não serão revendidos. E sim destruídos!

Alô sustentabilidade!? Escassez de recursos?! Podemos considerar tanto desperdício de recursos sociais e naturais em práticas assim?

Funcionários da Amazon.de fizeram uma denúncia anônima que virou reportagem da TV alemã ZDF! De acordo com uma funcionária de um dos 11 centros logísticos da empresa na Alemanha, ela sozinha calculou destruir por dia cerca de €23.000 (algo em torno de R$100.000) em produtos novos, não vendidos, com pequenos defeitos ou retornados – eletrônicos, brinquedos e roupas – muitas vezes ainda com embalagem e tag originais. Parece ser mais caro armazenar, avaliar e reembalar para revenda…

E me parece que o mundo perdeu a noção de valor de um produto (e o que nele está incluído)!

amazon 1
Imagem: documentário do programa Frontal 21 da TV ZDF mostra produtos na fila de espera para serem destruídos.

No centro logístico da Amazon, mostrado no documentário, há áreas destinadas à destruição de produtos com cartazes indicativos “Destroy Pallets”. E apesar da empresa doar muitos dos produtos para fins sociais, como a Innatura por exemplo, por questões de impostos é mais fácil e barato destruí-los! Um cálculo mostrou que de uma entrega à doação de produtos no valor de €100.000, €19.000 devem ser pagos a impostos. Em contrapartida, destruir os produtos custa cerca de €5.000 e é totalmente livre de impostos! Então, à prensa com tudo?

E não apenas Amazon parece destruir produtos novos… Recentemente estava Burberry na mídia, por queimar estoques, não é mesmo? Minha conhecida Kirsten Brodde – expert em consumo e têxteis do Greenpeace em Hamburgo – afirma que se pode provar que muitos lojistas destroem toneladas de produtos “intactos” diariamente, desde camisetas até geladeiras![1] Por isso, o Greenpeace alemão elaborou uma petição que requer a proibição deste tipo de descarte… “Agora podemos ver os excessos que nosso consumo em massa gera”, menciona Kirsten. Ela comenta ainda que em 2014, em torno de 100 bilhões de peças de roupa foram confeccionadas, muito mais do que realmente  é comercializado. O que se faz com a diferença? Parece que a resposta vem sendo descoberta!

amazon 2
Imagem: documentário do programa Frontal 21 da TV ZDF mostra claramente a destinação a ser dada aos produtos: “destroy”

A esse sistema econômico defasado que não considera os impactos de produção e descarte, avaliando crescimento (e impostos) apenas sobre a venda… Não é hora de mudar? E nós? Será que não podemos avaliar duas vezes (ou mais se for preciso) antes de encomendar online tudo o que for oferecido convenientemente, contestando a real necessidade e requerimentos da compra? Não é por que podemos retornar tudo sem custos que isso significa que não há custos! Há sim, e muitos! Mas ainda escondidos por trás de uma cortina de facilidade e conforto a 1-Clique!

E no Brasil? Será que também se dão ao “lu(i)xo” de desperdiçar tantos recursos?

Referencia impressa:

[1] Greenpeace Magazine 3 2018 – Alemanha, Greenpeace Nachrichten pg. 8-10.

Advertisements

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out /  Kemmañ )

Google+ photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google+ Log Out /  Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out /  Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out /  Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s